Quick-Step Floors culmina época brilhante com título mundial surpreendente

O contrarrelógio por equipas masculino começava com uma zona a rolar, onde as melhores equipas atingiam médias superiores a 60 km/h. A Mitchelton-Scott começou muito bem e terminou mesmo essa fase com o melhor registo, à frente de BMC e da Quick-Step, com margens muito pequenas. Das equipas do escalão Profissional Continental, a CCC foi claramente a melhor, e inclusivamente derrotou algumas formações do World Tour, como por exemplo a Katusha-Alpecin, a Astana, a Team LottoNL-Jumbo e a Ag2r La Mondiale.

Houve equipas que quebraram na subida, como a Mitchelton-Scott, mas por outro lado, Quick-Step Floors ou Trek-Segafredo apostaram muito nessa ascensão. No final da subida somente 3.73 segundos separavam Sunweb, Quick-Step Floors e BMC. A Trek-Segafredo teve durante algum tempo o melhor registo na meta, com a Movistar a bater a formação norte-americana por 32 segundos.

Logo de seguida chegou a Mitchelton-Scott, que acabou muito bem, finalizando 35 segundos melhor que a Movistar. A Quick-Step Floors doseou o esforço na perfeição e retirou quase 1 minuto à Mitchelton-Scott, tendo que ficar à espera das restantes candidatas. A BMC ficou a 19 segundos, garantindo um lugar no pódio, e nem a Team Sunweb bateu a Quick-Step, ficando com o 2º posto a 18 segundos.


Posts Recentes

    Segue-nos

    • Twitter Social Icon
    • Facebook Long Shadow

    © 2023 por ESPORTES EM FOCO. Orgulhosamente criado com Wix.com

    This site was designed with the
    .com
    website builder. Create your website today.
    Start Now